Saga do Vestido – parte I

Querid@s.
Sei que estava mega ausente, mas isso tem um BOM motivo. Comprei meu vestido de noiva! Sim, agora um grande ponto da minha vida  de noiva está resolvida! Agora que estou de volta dos EUA, vou contar pra vocês minha saga pra conseguir meu vestido!
Como já tinha colocado aqui, eu decidi que ia pros States comprar meu vestido porque o custo da viagem + o do vestido era mais barato do que um primeiro aluguel por aqui! Então, como também coloquei por aqui eu havia decidido que iria em algumas lojas de noivas no Rio para poder me ver de noiva e ter noção do que eu gostava no meu corpo e o que não!
Então, o que eu ainda não havia contato para vocês é que eu havia marcado de ir no Atelier dos sonhos da Marie Lafayette. Gente, insistiram tanto para que eu fosse lá que eu marquei e de certo ponto foi a maior besteira que eu fiz! O pessoal do atelier são todos muito fofos (Gabi e Clara são duas lindas!). Conversei muito com a Gabi e depois fomos experimentar alguns vestidos para tentar chegar ao que eu queria! Acho que nunca ninguém entendeu tão bem o que eu queria. 
Após muitas provas e umas montagens de vestido no meu corpo, chegamos a conclusão do que seria o meu vestido! Fomos a parte mais triste, o orçamento. Gente, era mais do que eu pretendia gastar (lembram mais que viagem e vestido nos EUA), mas eu havia me apaixonado tanto que tinha decidido que aquele seria meu vestido. Fui conversar com o João e pedir pra minha mãe me ajudar com a diferença e esse ser meu presente de casamento. Minha mãe me disse que ia ver e me avisava se poderia me ajudar porque ela não tinha esse dinheiro para me dar agora!
Bem, eu só tinha um grande problema, tinha que dar a resposta para a Gabi até segunda e eu viajava domingo. Quando cheguei nos EUA, recebi uma mensagem da minha mãe me dizendo que ia me dar o vestido! Gente, vocês não tem idéia da minha alegria. Mas eu mesmo assim queria ir na loja nos EUA pra ver se eu estava tomando a decisão certa em gastar muito mais do que havia planejado, afinal eu poderia muito bem pra minha mãe pagar a filmagem que eu ainda não tenho por exemplo.
Amanhã continuo com a história!
Beijos,
Naty