Desabafo de uma noiva em TPM

Querid@s,

Faltam  35 dias pro casamento e está batendo um mega desespero sabe. No dia 26/12/2010 quando fiquei noiva do João comecei a procurar as coisas, dei uma de noiva ansiosa e mesmo assim não consegui alguns fornecedores. Sempre tive uma coisa com números e brincava com o João que não me casaria num ano que não fosse múltiplo de 3, acho que isso é coisa de quem quase se formou em matemática. Então quando ele me pediu em casamento, já sabíamos a data na qual nos casaríamos, dia 15/09/12 (múltiplos de 3 viram?!).
Em Janeiro de 2011 quase não consegui a Casa de Santa Teresa, e acabei não conseguindo a filmagem que queria (3+1 filmes) nem a fotógrafa (Junia Lane). Mas a vida é cheia de surpresas bacanas e acabei conhecendo ao longo do tempo fornecedores muito legais e que tinham a minha data e que acima de tudo são pessoas que eu gostaria de ter como amigos. Conheci a Carol, minha fotógrafa fofa, que super me entrosei e acho que é a pessoa certa pra estar ao meu lado no dia mais tenso da minha vida e que eu espero estar linda (tipo Gisele sabe!!).
Mas nem tudo foram flores ao longo desse processo. Quando fiquei noiva a empresa que eu trabalhava foi vendida e a partir dai começou um período de incertezas. Fiquei doente de tanto stress e acabei pedindo pra sair e fui para uma outra empresa. Hoje penso que talvez não tenha optado pela empresa certa, porque no meio desse caminho na nova empresa percebi que eu deveria voltar a estudar e passei pro mestrado em RI na PUC. Essa empresa dois meses depois do mestrado começar acabou me mandando embora, dizendo que eu era uma excelente profissional, mas eles não tinham a política de liberar os funcionários para estudar. Gente, eu ia pedir demissão em fevereiro para poder concorrer a uma bolsa de incentivo CAPES, mas meu diretor falou pra eu ficar que ele ia me liberar. Resultado? Fiquei desempregada a cerca de 3 meses do casamento e sem conseguir vislumbrar uma forma de ajudar meu noivo a pagar as coisas.
Agora a menos de 35 dias do casamento estamos totalmente apertados, com coisas pra pagar e sem conseguir arrumar um apartamento pra gente. O João sempre fala que as coisas vão dar certo, que a gente vai ter o casamento dos meus sonhos e talz. Mas até pra trocar as alianças como a gente tinha planejado estamos sem dinheiro. E ainda tem gente que fica falando que devemos convidar fulano e siclano pro casamento sem perceber que a gente tá se virando pro casamento sair da maneira como queremos. Não quero no meu casamento pessoas que não conheço, nem quero pessoas que vão só porque é boca livre sabe? Quero pessoas que gostam de mim e do João ao nosso lado mandando vibrações positivas, e não pessoas que vão ficar reparando na marca da bebida ou falando mal de alguma coisa. Sei que as pessoas que convidei iriam no meu casamento mesmo que ele fosse num bar na lapa.
Desculpa o desabafo gente, mas os ouvidos do João estão cansados de me ouvir falar e eu preciso colocar isso pra fora. Fico tentando acreditar que tudo vai dar certo, mas estou com medo sabe? Gente, quem precisar de ajuda pra organizar a decoração do casamento, chá de panela ou aniversário fala comigo tá!? 
Em breve teremos novidades super bacanas aqui no Caminho de Noiva! Fiquem de olho.
E como eu to sensível (leia-se TPM) vou postar um video que me emocionou!

Beijos,
Naty